Acorrentado e ferido, cachorro é resgatado no DF e precisa de adoção

Um cachorro batizado como Joaquim foi resgatado pelo Batalhão de Polícia Militar (BPMA) em Ceilândia, após denúncias de maus-tratos. Ele foi encontrado debilitado, com um ferimento na cabeça repleto de larvas. O cão segue internado em um hospital veterinário no Lago Sul, sem previsão de alta.

Ana Paula de Vasconcelos, advogada de defesa de direitos dos animais, assumiu o tratamento. Ela explica que o quadro clínico de Joaquim inspira cuidados, mas, assim que ele deixar a internação, precisará de um lar para ser cuidado.

Os policiais receberam a denúncia de populares em 18 de março. Ao chegar ao local, encontram o animal amarrado com uma corrente curta a uma casinha; sendo obrigado a comer, fazer as necessidades fisiológicas e descansar no mesmo espaço.

Segundo a PM, a proprietária – uma mulher de 67 anos – não soube informar a origem do ferimento no cachorro. Ela disse, ainda, que tratava o machucado com creolina, produto tóxico não indicado para o mal.

Os policiais lavraram um termo circunstanciado de ocorrência por crimes de maus-tratos, previsto no artigo 32 da Lei 9.605/98. A mulher se comprometeu a comparecer em audiência.

Contato para adoção:
Ana Paula de Vasconcelos, advogada de defesa de direitos dos animais: (61) 98215-4751

Fonte: Metropoles
Author: Luísa Guimarães

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*