Climão: José de Abreu dá patada em Regina Duarte em post contra o PT

O ator José de Abreu usou o Twitter para responder a colega Regina Duarte, que fez uma publicação contra o Partido dos Trabalhadores (PT) e visitou, recentemente, o candidato à presidência da República Jair Bolsonaro. A atriz publicou uma arte que diz: “Salário mínimo é igual a R$954; ‘Bolsa Presidiário’ é igual a R$1319,18. Tem certeza que o PT sabe governar?”, questiona.

O benefício questionado pela artista é, na verdade, muito mais antigo que o governo do PT. Foi garantido pela Lei nº 8.213, de 1991, e pelo Decreto nº 3.048, de 1999, e tem como objetivo ajudar a família do preso.

Na publicação de José de Abreu, ele explica as origens da bolsa. “Sei que você é meio esquecida, não consegue decorar texto há muitos anos (inaugurou o uso de ponto eletrônico para atores na Globo), mas ‘dar um Google’ evitaria de você passar fake news do fascista que você apoia”, escreveu.

Oi, colega @reginaduarte. Bolsa-presidiário existe desde 1991. Sei que você é meio esquecida, não consegue decorar texto há muitos anos (inaugurou o uso de ponto eletrônico para atores na Globo), mas “dar um Google” evitaria de você passar fake news do fascista que você apoia.

— José de Abreu (@zehdeabreu) 13 de outubro de 2018

A atriz Patrícia Pilar também comentou a publicação da colega. “Com toda a admiração e respeito que tenho por você, Regina Duarte, faço a minha ponderação: de antemão, te digo que nunca fui petista, e que a minha preocupação é com o Brasil. Administrar um país tão complexo como o nosso não é fácil e muitos erros foram cometidos. Mas você acha que a solução neste momento é votar em um candidato que nunca administrou uma rua sequer? Que se apresenta como o ‘salvador da Pátria’, mas não tem o menor conhecimento sobre economia, saúde e educação? A apologia à violência que ele prega nos trará ainda mais violência. Violência esta que já pode ser sentida hoje em nossas ruas. Falo aqui principalmente das minorias, pretos, pobres, LGBTIs, índios etc. Um governo ruim que pode ser trocado em 4 anos, mas a destruição do nosso tecido social poderá levar décadas. Pense nisso com carinho”, disse.

Fontes: Metrópoles
Author: Da Redação

Comentários estão bloqueados.