Filho de Luciano Camargo é acusado de agredir a mãe: “Tentou me matar”

Filho do sertanejo Luciano Camargo, irmão de Zezé, Wesley Camargo virou tema de debates mais uma vez, agora por conta de Cleo Loyola, mãe do rapaz. A mulher divulgou um vídeo em seu canal no YouTube e revelou que teria sido agredida por Wesley. Cleo também pediu desculpas ao ex-marido pelas várias acusações que fez contra ele.

“Eu estava no apartamento dele [Wesley] que o Luciano pagava o aluguel”, começou a mulher. “Estava tendo um churrasco e ele bebeu demais com os amigos e começou a discutir comigo. E ele me bateu muito, me espancou muito. Wesley me espancou três vezes”, disse ainda.

Filho de Luciano Camargo é acusado de agredir a mãe: “Tentou me matar”

Filho de Luciano Camargo é acusado de agredir a mãe: “Tentou me matar”

7 FOTOS

1/7

Cleo Loyola acusou o filho, Wesley Camargo, de agressão Reprodução/YouTube

2/7

De acordo com ela, o rapaz já chegou a tentar matá-la Reprodução/YouTube

3/7

Cleo Loyola é ex-mulher de Luciano Camargo Reprodução/Instagram

4/7

Ela é mãe de Wesley Camargo, fruto de seu relacionamento com o cantor Reprodução/Instagram

5/7

A mulher já afirmou ter sido deixada na miséria por Luciano Reprodução/Instagram

6/7

A briga entre eles começou após Wesley ser preso Reprodução/Instagram

7/7

Ele foi acusado de agredir a esposa, no ano passado Reprodução/Instagram

Cleo também revelou teria sofrido uma tentativa de homicídio. “Em uma das vezes ele tentou me matar, e da última vez bateu tanto na minha cara e na minha boca que essa ‘linguinha’ aqui [entre o lábio e a mandíbula inferior] arrebentou”, disse.

A mãe do rapaz confirmou a prisão de Wesley após ele agredir uma de suas tias. Na época, o filho de Luciano negou todas as acusações e se revoltou com as notícias.

Ainda no vídeo, Cleo pediu desculpas ao ex-marido: “Se eu errei, Luciano, me perdoe. De verdade. O Wesley me ligava todos os dias pedindo pra falar mal de você nas redes sociais. Não vou culpar só ele porque tenho 44 anos e sabia o que estava fazendo. Mas mesmo assim quero pedir desculpas”.

Fontes: Metrópoles
Author: Saullo Brenner

Comentários estão bloqueados.