Holandês é eleito o melhor técnico de todos os tempos. Telê é 35º

O holandês Rinus Michels foi apontado como o melhor técnico de futebol de todos os tempos, de acordo com lista de 50 nomes publicada nesta terça-feira, 19, pela revista francesa France Football. O único brasileiro listado é Telê Santana, no 35° lugar.

Morto em 2005, o técnico de Ajax, Barcelona, seleção da Holanda, entre outros, levou a melhor no ranking que avaliou títulos, influência no jogo e carisma. Michels foi eleito o treinador do século, pela Fifa, em 1999, e o melhor do pós-guerra pelo jornal britânico The Times, em 2007. Ele foi responsável pela criação do futebol total da Laranja Mecânica na Copa do Mundo de 1974, em que a Holanda foi vice-campeã.

Na lista, logo atrás do holandês, estão o escocês Alex Ferguson e o italiano Arrigo Sacchi, .

Veja também

Telê Santana, que treinou a seleção de 1982 e foi bicampeão mundial com o São Paulo, além de ter passado por Fluminense, Atlético Mineiro, Botafogo, Grêmio, Palmeiras, Flamengo e Fluminense, ficou em 35°.

A lista da France Football

1° – Rinus Michels (Holanda) – 1960 a 1992
2° – Alex Ferguson (Escócia) – 1974 a 2013
3° – Arrigo Sacchi (Itália) – 1985 a 2001
4° – Johan Cruyff (Holanda) – 1985 a 1996
5° – Pep Guardiola (Espanha) – 2008 até a atualidade
6° – Valeriy Lobanovski (Ucrânia) – 1969 a 2001
7° – Helenio Herrera (Argentina) – 1944 a 1981
8° – Carlo Ancelotti (Itália) – 1995 até a atualidade
9° – Ernst Happel (Áustria) – 1962 a 1992
10° – Bill Shankly (Escócia) – 1949 a 1974
11° – Matt Busby (Escócia) – 1945 a 1971
12° – Giovanni Trapattoni (Itália) – 1974 a 2013
13° – José Mourinho (Portugal) – 2000 até a atualidade
14° – Miguel Muñoz (Espanha) – 1959 a 1988
15° – Brian Clough (Inglaterra) – 1965 a 1993
16° – Marcelo Lippi (Itália) – 1982 até a atualidade
17° – Nereo Rocco (Itália) – 1947 a 1977
18° – Louis Van Gaal (Holanda) – 1991 a 2016
19° – Ottmar Hitzfeld (Alemanha) – 1983 a 2014
20° – Bella Guttmann (Hungria) – 1933 a 1973
21° – Fabio Capello (Itália) – 1982 a 2018
22° – Zinedine Zidane (França) – 2014 até a atualidade
23° – Viktor Maslov (Rússia) – 1942 a 1975
24° – Herbert Chapman (Inglaterra) – 1907 a 1934
25° – Jupp Heynckes (Alemanha) – 1979 a 2018
26° – Bob Paisley (Inglaterra) – 1974 a 1983
27° – Jurgen Klöpp (Alemanha) – 2001 até a atualidade
28° – Albert Batteux (França) – 1950 a 1981
29° – Guus Hiddink (Holanda) – 1987 até a atualidade
30° – Udo Lattek (Polônia) – 1970 a 2000
31° – Diego Simeone (Argentina) – 2006 até a atualidade
32° – Arsène Wenger (França) – 1984 até a atualidade
33° – Vicente del Bosque (Espanha) – 1987 até 2016
34° – Jock Stein (Escócia) – 1960 a 1985
35° – Telê Santana (Brasil) – 1969 a 1996

Telê: técnico em 1982 e 1986VEJA

36° – Vic Buckingham (Inglaterra) – 1950 a 1980
37° – Rafa Benítez (Espanha) – 1993 até a atualidade
38° – Hennes Weisweiler (Alemanha) – 1948 a 1983
39° – Bobby Robson (Inglaterra) – 1968 a 2004
40° – Dettmar Cramer (Alemanha) – 1960 a 1997
41° – Mircea Lucescu (Romênia) – 1979 até a atualidade
42° – Tomislav Ivic (Croácia) – 1967 a 2004
43° – Stefan Kovacs (Romênia) – 1952 a 1987
44° – Luis Aragonés (Espanha) – 1974 a 2009
45° – Frank Rijkaard (Holanda) – 1998 a 2013
46° – Otto Rehhagel (Alemanha) – 1972 a 2012
47° – Raymond Goethals (Bélgica) – 1957 a 1995
48° – Marcelo Bielsa (Argentina) – 1990 até a atualidade
49° – Antonio Conte (Itália) – 2006 até a atualidade
50° – Jean-Claude Suaudeau (França) – 1973 a 1997

Fonte: veja.abril.com.br
Author: Lucas Mello

Comentários estão bloqueados.