fbpx
Cidades

Ideia de Eduardo em Washington é mais um sinal da nossa tragédia, diz Kennedy Alencar



Eduardo e o pai Jair (Imagem: reprodução)

Em seu blog, Kennedy Alencar falou sobre a indicação de Eduardo Bolsonaro para a Embaixada do Brasil em Washington, lembrando que a intenção do presidenteJair Bolsonaro parece piada, mas é sinal da tragédia política que vivemos. No Brasil, a realidade supera mais uma vez a ficção.

O fato de Bolsonaro dizer publicamente que fez o convite já pega mal para a imagem internacional do Brasil. Se a coisa se concretizar, será uma medida inapropriada e que mostra baixa compreensão da política externa.

Bolsonaro disse que, se o filho de Mauricio Macri, presidente da Argentina, fosse embaixador em Brasília, ele receberia “tratamento diferente de um embaixador normal”. O presidente também afirmou que o Eduardo Bolsonaro fala inglês com fluência e tem proximidade com a família Trump.

São argumentos frágeis. A ideia é absurda. O Brasil é uma república há 130 anos. Acabou o império. Não é uma ditadura. Não é um emirado. Não estamos nos tempos dos Habsburgos.

O convite que Bolsonaro confirmou ter feito ao filho reitera a mentira do discurso de “nova política”. Bolsonaro é a velha política. Ele é o pior político do país. Colocamos o pior político, que foi um deputado federal medíocre, na Presidência da República.

(…)

Leia Mais

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar