fbpx
Cidades

Jornal Nacional destaca declaração golpista de Carlos Bolsonaro


Carlos Bolsonaro. Foto: Reprodução/Twitter

Do Jornal Nacional:

Uma mensagem de Carlos Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, publicada na segunda-feira (9) em uma rede social, provocou críticas veementes das autoridades.

Carlos pediu licença, sem vencimento, do mandato de vereador cedo na segunda-feira. À noite, escreveu que a transformação que, segundo ele, o Brasil quer, não acontecerá na velocidade almejada pelas vias democráticas.

Carlos Bolsonaro escreveu: “Por vias democráticas, a transformação que o Brasil quer não acontecerá na velocidade que almejamos… E se isso acontecer. Só vejo todo dia a roda girando em torno do próprio eixo e os que sempre nos dominaram continuam nos dominando de jeitos diferentes”.

Autoridades do governo e do Congresso reagiram com críticas à mensagem. O presidente em exercício, Hamilton Mourão, disse que, sem democracia, a civilização ocidental não existe.

Repórter: As mudanças que o governo quer fazer no país, o senhor acha que dá para fazer no sistema democrático?

Hamilton Mourão: “Lógico, senão a gente não tinha sido eleito”.

Repórter: Em relação às declarações do Carlos Bolsonaro?

Hamilton Mourão: “Carlos Bolsonaro vocês perguntem para ele”.

Repórter: Ele disse exatamente o contrário disso que o senhor falou.

Hamilton Mourão: “Problema é dele, pergunta para ele”.

Repórter: O senhor acha que democracia é importante, tem que ser mantida no país?

Hamilton Mourão: “Fundamental, são pilares da civilização ocidental. Vou repetir para você: pacto de gerações, democracia, capitalismo e sociedade civil forte. Sem isso, a civilização ocidental não existe”.

Repórter: Mesmo para aprovar medidas mais rápidas, não interessa, a democracia é mais importante?

Hamilton Mourão: “Temos que negociar com a rapaziada do outro lado ali da praça. É assim que funciona. Com clareza, determinação e muita paciência”.

Os presidentes da Câmara e do Senado também criticaram a mensagem de Carlos Bolsonaro e fizeram declarações enfáticas em defesa da democracia.

“O Senado Federal, o Parlamento brasileiro, a democracia está fortalecida. As instituições todas estão pujantes, trabalhando em favor do Brasil. Então, uma manifestação ou outra em relação a esse enfraquecimento tem, da minha parte, o meu desprezo. Eu confio na democracia, eu acredito nas instituições e é por isso que eu cumpro o meu papel, tentando dar estabilidade para um país de 200 milhões de brasileiros que aguardam as nossas respostas para emprego, para mais saúde, para mais educação”, disse o presidente do Senado, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP).

Leia Mais

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar