Lexa abre o jogo sobre boatos de ter sido traída por MC Guimê

Revoltada com boatos que começaram a circular nas redes sociais nesta terça-feira (16/04/19), a cantora Lexa abriu o jogo sobre um suposto episódio de traição envolvendo seu marido, MC Guimê. Em entrevista à revista Quem, a artista esclareceu a história e negou ter descoberto qualquer deslize do amado.

“Sei lá de onde tiraram essa mentira dessa vez; acho que, por não estarmos postando tantas fotos juntos devido ao trabalho de ambos, é um número grande de shows, as pessoas inventaram isso, mas está tudo bem. Isso não passa de fake news”, garantiu Lexa.

Lexa abre o jogo sobre boatos de ter sido traída por MC Guimê

Lexa abre o jogo sobre boatos de ter sido traída por MC Guimê

8 FOTOS

1/8

Lexa é casada com MC Guimê Reprodução/Instagram

2/8

O casal assumiu o namoro em 2016 Reprodução/Instagram

3/8

Eles oficializaram a relação em maio de 2018 Reprodução/Instagram

4/8

De acordo com a funkeira, ela ficou bêbada durante toda a cerimônia religiosa Reprodução/Instagram

5/8

Os pombinhos curtiram lua-de-mel no Caribe Reprodução/Instagram

6/8

Os dois costumam se declarar nas redes Reprodução/Instagram

7/8

Lexa tem 24 anos Reprodução/Instagram

8/8

Guimê tem 26 Reprodução/Instagram

O casal está junto desde 2016 e nunca deixou de esbanjar romantismo em seus respectivos perfis na internet. Lexa e Guimê oficializaram a união em 2018, na Catedral da Sé, em São Paulo. Meses após o casamento, a funkeira revelou que, apesar da emoção, quase não aproveitou a noite devido à bagunça generalizada na igreja.

“Fiquei bêbada, estavam me dando e eu estava bebendo. Cheguei em um nível no final da festa que lembro de flashes”, relatou ela ao Programa do Porchat, em agosto do ano passado. “Deu um frio na barriga, um nervosismo, é inexplicável. Foi o dia mais feliz da minha vida”.

A funkeira contou, também, que os seguranças não conseguiram conter o fluxo de convidados. “O site do meu casamento vazou, as pessoas colocavam ‘Ivete Sangalo mais fulano, ciclano e beltrano’ na lista. Teve gente arrumada na porta dizendo ‘não, confirmei presença’. Perguntavam se podia entrar, eu não conhecia e causavam confusão na porta”, disse.

Fonte: Metrópoles/ boaforma.abril/
Autor: Saullo Brenner

Comentários estão bloqueados.