fbpx
Cidades

Moro manda PF investigar homônimo de deputado Hélio Negão

Por 

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, mandou a Polícia Federal investigar se há a suposta inclusão fraudulenta de um homônimo do deputado Hélio Lopes Negão (PSL-RJ) em inquérito sobre crime previdenciário.

Moro manda PF investigar homônimo de deputado Hélio Negão
Marcelo Camargo / Agência Brasil

O ofício, enviado ao diretor-geral da Polícia Federal em exercício, Disney Rossese, se refere à reportagem daFolha de S.Paulo, que afirmou que o Hélio que é alvo de investigação da Superintendência do órgão no Rio é, na verdade, um homem que já morreu, e não o deputado homônimo. 

“Segundo a reportagem, houve o aparente intuito de manipular o Governo Federal contra a Superintendência da Polícia Federal no Rio de Janeiro. Determino a imediata apuração dos fatos no âmbito administrativo e criminal, com a identificação dos responsáveis”, disse Moro no ofício. 

Para a cúpula da PF, os responsáveis pelo inquérito sabem disso, fato que reforça a desconfiança da direção da corporação de que a investigação só foi aberta para desgastar Ricardo Saadi, agora ex-superintendente da unidade do Rio.

Clique aqui para ler o ofício.

Gabriela Coelho é correspondente da revistaConsultor Jurídicoem Brasília.

RevistaConsultor Jurídico, 10 de setembro de 2019, 17h16

Leia Mais

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar