fbpx
Cidades

No Twitter, Bolsonaro negou CPMF por três vezes; veja postagens


A Nova CPMF, como já está sendo chamada a versão de contribuição provisória que o governo estuda criar, pode ser um imposto de 0,4% sobre saques e depósitos e de 0,2% para pagamentos com cartão de crédito e débito. Há um ano, contudo, durante a campanha à presidência da República, o imposto era “fake news”. No Twitter, Bolsonaro e CPMF eram temas opostos. Em 2015, o hoje presidente também criticou a ideia da recriação por Dilma Rousseff. Veja o que Bolsonaro já disse no Twitter sobre o tema:

CPMF, Bolsonaro e Twitter
CPMF e Bolsonaro: no Twitter, enquanto fazia campanha, o hoje presidente negava recriação do imposto.| Reprodução Twitter

Leia Mais

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar