fbpx
Cidades

Queimada atinge parte de fazenda no Pantanal de MS onde há trabalho de preservação de onças e araras


Segundo o Corpo de Bombeiros, já foram danificados 35 mil hectares de área da propriedade rural localizada em Miranda.

em situação de emergência por causa da quantidade de queimadas. O decreto que coloca as áreas rurais de Miranda, Aquidauana, Anastácio, Dois Irmãos do Buriti, Corumbá, Ladário, Bonito, Porto Murtinho e Bodoquena com necessidade de ações de controle urgentes, foi publicado nesta quinta-feira (12) do Diário Oficial do Estado.

A Defesa Civil avalia a situação como “crítica”. O número de focos de queimadas no Pantanal de 1º janeiro a 11 de setembro de 2019 já é 334% maior do que o registrado no mesmo período em 2018; e 43,6% acima da média registrada nos mesmos dias dos últimos 21 anos (de 1998 a 2018). Os dados são do Programa Queimadas, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Conforme os números do Inpe, Corumbá lidera o ranking do país em queimadas e Mato Grosso do Sul fica em sétimo, com 6.328 focos até 11 de setembro. Em 2012 foram 14.543.

Bombeiros em combate a incêndio na fazenda Caiman — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

Bombeiros em combate a incêndio na fazenda Caiman — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

Bombeiros em combate a incêndio na fazenda Caiman — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

Leia Mais

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar