Transparência Internacional vê risco de impunidade com decisão do STF

Após a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de manter na Justiça Eleitoral os julgamentos de casos de corrupção que tenham ligação com caixa dois de campanha, a organização Transparência Internacional divulgou com críticas à decisão.

“A Transparência Internacional alerta que a luta contra a corrupção será impactada de forma grave pela decisão do Supremo. No entendimento da organização, essa atribuição deveria ficar com a Justiça Federal”, afirma a nota.

A Transparência, que atua globalmente para prevenir casos de corrupção, alertou para o “risco real” de impunidade” dos processos em curso.

“O que mais desejam os réus políticos é que as investigações e processos que apuram os esquemas de corrupção de que são suspeitos sejam transferidos às cortes eleitorais”, diz a Transparência Internacional. Mesmo tecendo críticas à determinação, a organização pregou a necessidade de respeitar a que ficou definido.

A organização fez coro às manifestações da força tarefa da Lava Jato e avaliou que a Justiça comum tem mais elementos para julgar casos relativos à corrupção e pregou uma nova análise do Congresso sobre as leis que regem os julgamentos desses casos.

Fonte: Metropoles
Author: Guilherme Waltenberg

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*