Uefa e times europeus discutem mudanças radicais na Champions

Alguns dos maiores clubes europeus participam nesta terça-feira, 19, uma reunião com a Uefa para discutir possíveis mudanças no atual formato da Liga dos Campeões, de acordo com o jornal americano The Wall Street Journal. O encontro deve ter as primeiras conversas formais com a intenção explícita de reformular o futebol europeu. As negociações estão apenas começando, qualquer mudança está longe de ser acertada e é improvável que as novidades em vigor antes de 2024, diz a publicação. Mas os clubes estariam interessados na reforma já para 2021.

As mudanças, que serão discutidas em Nyon, na Suíça, podem ter um alcance importante já que sobre a mesa há uma proposta incipiente para substituir o atual formato de classificação para a Champions por um sistema mais fechado de promoção e descenso, o que criaria uma segunda divisão do torneio. Essa nova regra favoreceria os clubes maiores e ricos da Europa e dificultaria a classificação das equipes menores.

Outra proposta procura transferir algumas partidas da Liga dos Campeões, atualmente disputadas às terças e quartas-feiras, para os finais de semana — a mudança poderia atrapalhar o campeonato nacional de cada país.

Os times serão representados nas conversas pelo conselho da Associação Europeia de Clubes (ECA, sigla em inglês), órgão que representa 232 equipes europeias e é liderado por Andrea Agnelli, presidente da Juventus. O conselho inclui executivos de gigantes como Manchester United, Barcelona e Bayern de Munique.

O grupo teria pressionado durante anos para renovar as competições europeias com o objetivo de proteger as equipes maiores e garantir sua participação. Um porta-voz da Uefa, citado pelo Wall Street Journal, confirmou que a reunião irá acontecer.

As conversas ocorrem em meio a temores de que alguns dos clubes mais ricos saiam da Champions para criar uma “Super Liga” fechada.

Fonte: veja.abril.com.br
Author: Lucas Mello

Comentários estão bloqueados.